Para / To:

Investigadores

1-    Carolina Mendes
 
Instituição de Ensino
Universidade Católica Portuguesa do Porto: Faculdade de Educação e Psicologia

Designação
Doutoramento em Ciências da Educação, especialidade em Administração e Organização Escolar

Título
“Outros caminhos da cooperação para o desenvolvimento: a gestão das escolas comunitárias em Angola”

 

Orientadores

Prof. Doutor José Matias Alves (Universidade Católica do Porto - Portugal)

Prof. Doutor Paulo de Carvalho (Universidade Agostinho Neto - Angola)

 

Contexto de Investigação

Angola (Províncias de Luanda e Huambo)


Período de investigação
Outubro de 2012 – outubro de 2015

Metodologia de Investigação
Será realizado um estudo qualitativo/interpretativo com características etnográficas a 3 tipos de escolas comunitárias (escolas comunitárias associadas, não associadas e de “índole” público).

 

  Técnicas de recolha de dados:

 

- Análise documental

- Observação Participante/ Notas de campo

- Entrevistas semi-estruturadas

- Focus groups

 

- Shadowing

 

·       Técnicas de análise de dados

- Análise de conteúdo (NVIVO)

- Análise estatística descritiva (SPSS)

 

Objetivo Geral

 

Identificar, descrever e analisar modos de organização, direção e gestão dos três tipos de escolas, assim como, entender as perceções dos diretores acerca da construção (ou não) de uma rede de parcerias estabelecidas pelas suas escolas, no âmbito da cooperação para o desenvolvimento enquadrada na nova arquitetura da cooperação internacional e na agenda Pós-2015.

 

Objetivos

 

·       Identificar, descrever e analisar as diferentes estruturas organizacionais de escolas comunitárias e o seu funcionamento, assim como discutir as respetivas diferenças e as semelhanças;

 

·       Interpretar a realidade social e educacional onde o diretor de escola se move, tanto em meio urbano como rural;

 

·       Analisar as perceções dos Diretores de Escola sobre a importância de se cooperar com outras instituições quer locais, nacionais ou internacionais e identificar as ações de cooperação para o desenvolvimento, quando existem, percebendo os respetivos efeitos no trabalho de direção da instituição educativa comunitária.

 

·       Identificar parcerias e aferir os entendimentos que os representantes das instituições parceiras das escolas comunitárias, quando existem, têm sobre o trabalho desenvolvido em cooperação;

 

·       Reunir contributos que permitam conceptualizar e esquematizar um modelo, enraizado culturalmente, que melhor poderá explanar uma cooperação para o desenvolvimento endógena.

 

2-    La Salete Coelho

Instituição de Ensino

Faculdade de Economia e Gestão, Universidade Católica Portuguesa, Centro Regional do Porto

 

Designação

Mestrado em Economia Social

 

Orientadores

Marisa Tavares – Faculdade de Economia e Gestão, Universidade Católica Portuguesa

João Caramelo – Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto

 

Título

Erguer Pontes, Tecer Futuros e Construir Alternativas: a Economia Social e Solidária como prática(s) de Educação para o Desenvolvimento


Contexto de Investigação
Portugal - ONGD
 
Período de investigação
Setembro de 2011 – setembro 2013
 
Metodologia de Investigação
- revisão da literatura;

- análise quantitativa – base de dados do relatório de acompanhamento da Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento 2010 e 2011.
- entrevistas semiestruturadas

- análise de conteúdo;
- análise documental -  guiões/grelhas analíticos de projetos, de atividades e de recursos produzidos no contexto dos mesmos projetos.


Objetivos Gerais
. Analisar e discutir os conceitos de Economia Social e Solidária e de Educação para o Desenvolvimento

. Estabelecer pontos de contacto entre os dois conceitos

. Identificar, no âmbito do relatório da Estratégia Nacional de Educação para o Desenvolvimento, quais os conteúdos trabalhados pelos principais atores envolvidos que possam ser considerados de Economia Social

. Proceder a um estudo de caso sobre a organização que for identificada como principal atora destes temas

. Analisar projetos, atividades e recursos que estabeleçam estas pontes entre conteúdos de Economia Social e a Educação para o Desenvolvimento

 3-    Rosa Silva

Instituição de Ensino
Universidade do Minho, Instituto de Educação
 
Designação
Doutoramento em Ciências da Educação, especialidade em Supervisão Pedagógica

Orientador

António Carvalho da Silva
 
Título
“O estatuto das línguas na formação de professores em Angola: das questões identitárias e culturais ao papel da supervisão”
 
Contexto de Investigação

 Angola (Zaire e Cunene)
 
Período de investigação
Abril de 2013 – maio de 2016
 
Metodologia de Investigação
- recolha de histórias de vida;
- observação direta;
- entrevistas;
- caracterização de professores, formadores e supervisores;
- análise de documentos.
 
Objetivos Gerais
- caracterizar o perfil dos professores do ensino secundário, em contextos diversos (língua / cultura, formação, meio social);
- descrever a relação dos professores com o Português, língua oficial e de escolarização, e com a língua nacional do contexto de investigação;
- identificar a oferta formativa para professores em formação inicial e/ou contínua;
- analisar materiais de apoio à prática letiva e formativa dos professores;
- contribuir para a reflexão em torno do processo de formação/supervisão de professores em contextos de diversidade linguística, formativa e sociocultural.

4-    Rui da Silva

 
Instituição de Ensino
Universidade do Minho, Instituto de Educação

Designação
Doutoramento em Ciências da Educação, especialidade em Desenvolvimento Curricular

Título
“Entre o internacional e o local – impacto e efeitos de programas de cooperação para o desenvolvimento. Um estudo de caso na Guiné-Bissau.”

 

Orientadores

José Augusto Pacheco - Universidade do Minho

Júlio Gonçalves dos Santos – Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Viana do Castelo/Centro de Estudos Africanos da Universidade do Porto

 

Contexto de Investigação
Guiné-Bissau

Período de investigação
Novembro de 2012 – Novembro de 2015

Metodologia de Investigação
Serão realizados três estudos empíricos quanti-qualitativos recorrendo às seguintes técnicas:

Técnicas de recolha de dados

- Análise documental
- Notas de campo
- Observação participante
- Entrevistas estruturadas
- Entrevistas semi-estruturadas
- Focus groups

Técnicas de análise de dados
- Análise de conteúdo
- Análise estatística

 

Objetivos
• Contribuir para a reflexão em torno da melhoria da qualidade dos processos de implementação cooperação na área da educação em contexto de fragilidade;
• Contribuir para o desenvolvimento e aprofundamento da avaliação de impacto e efeitos nos programas e projetos de cooperação para o desenvolvimento na área da educação em contexto de fragilidade;
• Discutir o papel dos atores locais, em especial professores e diretores de escola, na implementação e apropriação dos programas/projetos de cooperação e as implicações do paradigma de cooperação para o desenvolvimento da cooperação oficial portuguesa;
• Discutir as mudanças curriculares, sua gestão e hibridação criadas no âmbito da intervenção da cooperação oficial portuguesa, em interação com outros modelos de cooperação de âmbito multilateral.

 

5-    Sara Poças

 

Instituição de Ensino

Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação – Universidade do Porto (FPCEUP)

 

Designação

Programa Doutoral em Ciências da Educação

 

Título

Formação de professores em Angola: influências, conceções e práticas em contexto de cooperação para o desenvolvimento

 

Orientadores

Professora Maria Amélia da Costa Lopes (FPCEUP)

Professora Maria Teresa Guimarães de Medina (FPCEUP)

Professor Júlio Pedrosa Gonçalves dos Santos (ESE-IPVC/CEAUP)

 

Contexto de Investigação

Angola (províncias de Cabinda, Benguela e Kunene)

 

Período de investigação

Setembro de 2012 – agosto de 2015

 

Metodologia de Investigação

 

·       Recolha de documentos

 

·       Observação participante

 

·       Notas de campo

 

·       Entrevistas semiestruturadas

 

·       Grupos focais

 

Técnicas de análise de dados:

 

§  Análise discursiva

 

§  Análise em discurso

 

Objetivo geral

Identificar e analisar efeitos da cooperação internacional, em particular da cooperação portuguesa, na formação de professores de ciências, a nível do ensino secundário, em três províncias de Angola.

 

Objetivos específicos

·       Caracterizar as políticas e as instituições de formação de professores  de ciências do ensino secundário, a nível nacional e a nível das províncias em estudo;

 

·       Compreender os modelos de formação inicial e contínua de professores de ciências do ensino secundário em Angola, dando relevo às conceções dos atores locais (formadores de professores de ciências do ensino secundário, decisores a nível nacional e provincial);

 

·       Discutir o papel dos projetos de cooperação para o desenvolvimento, nomeadamente da cooperação portuguesa, e das políticas educativas internacionais na definição, na implementação e na apropriação das políticas de formação de professores de ciências do ensino secundário em Angola;

 

·       Analisar as práticas de formação de professores e a forma como o sistema de educação de Angola implementou e/ou adotou estas políticas educativas importadas;

 

·       Contribuir para a reflexão sobre o papel do ensino das ciências no desenvolvimento local.

 

 

6-    Sílvia Azevedo

 

Instituição de Ensino

Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação – Universidade do Porto (FPCEUP)

 

Designação

Programa Doutoral em Ciências da Educação

 

Título

Cooperação para o desenvolvimento no ensino superior na Guiné Bissau e Cabo Verde: desafios globais em contextos pós coloniais.

 

Orientador

Prof. Doutor António M. Magalhães (FPCEUP)

Co-orientadora

Profª. Doutora Cristina Pires Ferreira (Universidade de Cabo Verde)

 

Contexto de Investigação

Guiné Bissau e Cabo Verde (Instituições de Ensino Superior)

 

Período de investigação

Setembro de 2012 – agosto de 2016

 

Metodologia de Investigação

 

Técnicas de recolha de dados:

 

§  Observação participante

 

§  Análise documental

 

§  Notas de campo

 

§  Entrevistas semiestruturadas

 

Técnicas de análise de dados:

 

§  Análise de conteúdo

 

Objetivos gerais

 

§  Analisar como se (re)configuram diferentes projetos de cooperação internacional com instituições de ensino superior na Guiné Bissau e em Cabo Verde durante a após a década de 1990.

 

§  Compreender o modo de apropriação e/ou recontextualização de políticas e práticas de cooperação para o desenvolvimento, que circulam no contexto internacional e de globalização, ao nível nacional (do Estado e entidades responsáveis pelo ensino superior) e local, ou seja, da implementação de programas específicos de cooperação para o desenvolvimento do ensino superior na Guiné Bissau e em Cabo Verde.

 

Objetivos específicos

 

§  Caracterizar o papel dos atores que intervêm nos projetos de cooperação internacional com instituições de ensino superior na Guiné Bissau e em Cabo Verde.

 

§  Verificar a dimensão do contexto local na definição/estruturação dos programas de cooperação para o desenvolvimento com o ensino superior na Guiné Bissau e em Cabo Verde.

 

§  Identificar as dimensões da agenda internacional da cooperação para o desenvolvimento que prevalecem na estruturação de projetos/programas de cooperação com o ensino superior na Guiné Bissau e em Cabo Verde.

 

§  Identificar processos/discursos de recontextualização de políticas e práticas desenvolvidas ao nível das instituições de ensino superior e do Estado, na Guiné Bissau e em Cabo Verde, de forma a responder às influências de organização internacionais no quadro da globalização, valorizando às necessidades e características do contexto local.

 

§  Sistematizar discursos e práticas contra-hegemónicas produzidas pelas instituições locais, no âmbito dos programas de cooperação com o ensino superior na Guiné Bissau e em Cabo Verde.

 

§  Estabelecer um quadro analítico e crítico relativamente à influência de organizações internacionais, na promoção da autonomia, desenvolvimento e sustentabilidade e das instituições de ensino superior na Guiné Bissau e em Cabo Verde.